Grande procissão da FSSPX, na Suíça, pelos 450 anos de Lepanto

A procissão foi seguida por 800 pessoas, incluindo muitos jovens. A ocasião foi o 450.º aniversário da vitória dos cristãos na Batalha de Lepanto, contra a frota otomana, a 7 de Outubro de 1571, apesar de uma inferioridade numérica considerável, que evitou a ameaça de uma invasão islâmica da Europa. Autoridades seculares e eclesiásticas atribuíram a vitória à força sobrenatural graças à oração do Rosário.      

A solene procissão foi aberta pela cruz e pelos acólitos, seguida de estandartes, uma imagem de São José, muitos sacerdotes e religiosos, jovens, escuteiros e famílias. No meio da procissão, uma grande imagem de Nossa Senhora de Fátima, decorada com flores, foi acompanhada por quatro guardas suíços. Foram distribuídos aos transeuntes folhetos com informações sobre a batalha naval de Lepanto e “kits de terços” compostos por um terço e uma brochura explicativa.        

Vitória em Lepanto graças à oração do Rosário        

Durante a maior batalha de galés da humanidade, a 7 de Outubro de 1571, no estreito de Lepanto – actual Grécia –, a Liga Santa, sob o comando de Dom João de Áustria, triunfou sobre o exército otomano de Ali Paxá, a grande potência marítima da época, invicta há cerca de 100 anos.        

Enquanto 110 navios foram afundados do lado otomano, o partido cristão perdeu apenas 13 navios. A cristandade, exortada pelo Papa São Pio V, rezou intensamente o Rosário durante o combate. Esta vitória esmagadora e inexplicável foi atribuída à intercessão da Mãe de Deus suplicada pela oração do Rosário.        

Um ano depois, o Papa São Pio V introduziu a festa de Nossa Senhora das Vitórias, que logo depois foi rebaptizada de “festa do Rosário” e, desde então, tem sido celebrada, todos os anos, no dia 7 de Outubro, em memória desta vitória pelo Rosário.

Acção de graças e súplica                

O P. Lukas Weber explicou aos participantes: “Queremos homenagear Nossa Senhora com esta procissão solene e agradecer-lhe pela sua protecção celestial nesta hora decisiva do cristianismo. Se há 450 anos muitos soldados não estivessem prontos para dar as suas vidas pela fé cristã, a Europa cristã teria sido conquistada pelo Islão naquela época”.   

O tempo presente deve ser confiado à nossa Mãe Celestial. Pois, hoje, o cristianismo é novamente ameaçado por muitos perigos, incluindo o ateísmo e a apostasia geral. Através desta procissão, quiseram confiar todas as suas necessidades à sua Mãe em Einsiedeln.      

Tradição em Einsiedeln        

A procissão fazia parte de uma tradição muito antiga em Einsiedeln: durante séculos, era costume organizar-se uma procissão solene do Rosário, pela cidade, por ocasião da festa do Rosário, no início de Outubro, para comemorar a vitória de Lepanto. Esta tradição perdeu-se após o Concílio Vaticano II.                

Adaptado de La Porte Latine

Enviar um comentário

1 Comentários

  1. Avé Maria, cheia de Graça, o Senhor é Convosco, Bendita Sois Vós entre as mulheres e Bendito é o Fruto do Vosso Ventre, Jesus.
    Santa Maria, Mãe de Deus, rogai por nós os pecadores, agora e na hora da nossa morte.

    Glória ao Pai;
    Glória ao Filho;
    Glória ao Divino Espírito Santo...
    Amén

    .....

    Paz e bem

    ResponderEliminar

«Tudo me é permitido, mas nem tudo é conveniente» (cf. 1Cor 6, 12).
Para esclarecimentos e comentários privados, queira escrever-nos para: info@diesirae.pt.