sábado, 31 de outubro de 2020

Declaração pública sobre o apelo lançado pelas TFP’s

DECLARAÇÃO PÚBLICA SOBRE O “APELO URGENTE PARA RESISTIR À TRAIÇÃO E À DESTRUIÇÃO DO OCIDENTE, FINA FLOR DA CIVILIZAÇÃO CRISTÔ LANÇADO PELAS TFP’S

 

31 de Outubro de 2020

Partindo da tríplice crise, provocada pelo COVID-19, pela agitação civil e pelo desastre económico, que abala fortemente o Ocidente cristão e o mundo, as várias associações nacionais de defesa da Tradição, Família e Propriedade publicaram, ontem, um manifesto intitulado “Apelo urgente para resistir à traição e à destruição do Ocidente, fina flor da civilização cristã”.

No texto, divulgado, em Português do Brasil, pelo Instituto Plinio Corrêa de Oliveira[1], lê-se que «a actual crise se manifesta de várias maneiras. Entretanto, todas elas apresentam uma finalidade comum: destruir as estruturas da Civilização Cristã ocidental que ainda resistem», dividindo-as em três categorias: «uma crise sanitária que afecta todos os aspectos da vida (i), a pandemia expõe as debilidades estruturais do nosso mundo globalizado (ii), a agitação enfraquece ainda mais o Ocidente (iii)».          

Olhando para o atentado de Nice, fruto da imigração descontrolada e da invasão muçulmana que tem vindo a atacar a Europa, e que mereceu um comentário absolutamente apedeuta de um Prelado português, encontramos um claro exemplo do plano que continua a ser preparado para destruir a Cristandade. Nos Estados Unidos da América, em que se joga a reeleição de Trump ou a eleição do duvidoso Joe Biden, persistem os actos de vandalismo provocados pela extrema-esquerda representada pelo movimento “Black Lives Matter”. A acrescentar a esta terrível situação que assola o mundo, junta-se a falta de firmeza do Pastor da Igreja Católica, Francisco, que, navegando em águas perigosas, recentemente nos brindou com a tendencialmente marxista encíclica Fratelli tutti e com as abjectas declarações sobre as uniões civis entre sodomitas – importa salientar que, perante este cenário, os Bispos lusos mantêm a sua postura negacionista no que respeita aos direitos de Deus e da Sua Igreja, que deveriam guiar com fidelidade e perseverança. 

Diante desta situação, torna-se imperativo resistir a todas estas tentativas de desmantelamento da Civilização Cristã. Transcrevendo as palavras impressas no manifesto divulgado, «resistir significa proclamar, com indomável confiança, que, para além das tempestades espirituais, dos desafios materiais e de todos os ataques dos seus inimigos, o Ocidente e a Civilização Cristã reerguer-se-ão, cumprindo as palavras proféticas de Nossa Senhora em Fátima: “Por fim, o meu Imaculado Coração triunfará!”».

Trata-se, este, de um documento que é, simultaneamente, recto e portador de esperança a tantos fiéis que se encontram incrédulos e desamparados nesta hora turbulenta. Assim, o portal católico português Dies Ir
æ – que procura, através do seu apostolado, isento de apoios duvidosos, ao contrário do que acontece com os lobbys que pretendem dominar o mundo – junta-se à voz das TFP’s e enaltece o grandioso contributo que o seu saudoso fundador e inspirador, Dr. Plinio Corrêa de Oliveira, deixou para o combate que urge levar por diante, com a confiança de que só voltando ao Magistério de sempre da Igreja e reconhecendo a Realeza de Nosso Senhor Jesus Cristo, Senhor de tudo e de todos, é que se poderá pôr termo a todo este caos que, a cada dia passa, assume maiores dimensões e novos contornos. Sendo este o último dia do mês de Outubro, mês do Santo Rosário, confiamos a Cristandade e, em particular, a nossa Pátria aos cuidados maternais de Nossa Senhora do Rosário de Fátima.    

A Administração do portal católico Dies Iræ



[1] Instituto Plinio Corrêa de Oliveira, www.ipco.org.br.

Sem comentários:

Publicar um comentário

«Tudo me é permitido, mas nem tudo é conveniente» (cf. 1Cor 6, 12).
Para esclarecimentos e comentários, queira contactar: info@diesirae.pt