quinta-feira, 20 de junho de 2019

Sequência de Corpus Christi (Português-Latim)


Louva, Sião, o Salvador,
o teu pastor e o teu guia,
com hinos e com cantares.

Lauda, Sion, Salvatórem,
lauda ducem et pastórem,
in hymnis et cánticis.

Louva-o o mais que puderes:
supera todo o louvor,
nem bastante O louvarás!

Quantum potes tantum aude:
quia major omni laude,
nec laudáre súfficis.

Não há mais sublime assunto,
que nos possa ser proposto:
o pão vivo que dá a vida!

Laudis thema speciális,
panis vivus et vitális
hódie propónitur.

O mesmo que já foi dado,
ao grupo dos doze Apóstolos,
quando da última Ceia!

Quem in sacrae mensa cenae,
turbae fratrum duodénae
datum non ambígitur.

Seja perfeito e sonoro
este louvor e alegria
que brota das nossas almas:

Sit laus plena, sit sonóra,
sit jucúnda, sit decóra
mentis jubilátio.

Porque é solene este dia
que nos lembra a instituição
deste banquete divino!

Dies enim solémnis ágitur,
in qua mensae prima recólitur
hujus institútio.

Nesta mesa de um Rei novo,
a Páscoa da Nova Lei
fez findar a Páscoa antiga,

In hac mensa novi Regis,
novum Pascha novae legis
phase vetus términat.

Suplantando os velhos ritos:
Dissipa a verdade as sombras
como a luz dissipa a noite!

Vetustátem nóvitas,
umbram fugat véritas,
noctem lux elíminat.

O que Cristo fez na Ceia,
ordenou que se fizesse
em memória de Si mesmo:

Quod in cena Christus gessit,
faciéndum hoc expréssit
in sui memóriam.

Com tão divinas lições,
realiza-se o sacrifício,
consagrando o pão e o vinho.

Docti sacris institútis,
panem, vinum in salútis
consecrámus hóstiam.

É um dogma p’ra os cristãos:
Converte-se o pão em Carne,
e o vinho passa a ser Sangue!

Dogma datur christiánis,
quod in carnem transit panis,
et vinum in sánguinem.

Não se vê nem compreende;
mas a fé viva garante-o
p’ra além das leis naturais!

Quod non capis, quod non vides,
animósa firmat fides,
praeter rerum órdinem.

Sob aparências diversas,
simples sinais e não coisas,
grandes mistérios se ocultam!

Sub divérsis speciébus,
signis tantum, et non rebus,
latent res exímiae.

Carne é o pão e vinho é o Sangue;
mas sob as duas espécies
palpita Jesus inteiro!

Caro cibus, sanguis potus:
manet tamen Christus totus
sub utráque spécie.

Não se parte nem divide
por aqueles que O recebem:
É tomado tal qual é!

A suménte non concísus,
non confráctus, non divísus:
integer accípitur.

Quer sejam mil, quer um só,
todos recebem o mesmo,
sem por isso O consumir!

Sumit unus, sumunt mille:
quantum isti tantum ille:
nec sumptus consúmitur.

Recebem-No os bons e os maus,
mas com efeitos diversos:
para a vida ou para a morte!

Sumunt boni, sumunt mali:
sorte tamen inaequáli,
vitae vel intéritus.

Morte aos maus e vida aos bons:
Quão diversos os efeitos
do mesmíssimo alimento!

Mors est malis, vita bonis:
vide paris sumptiónis
quam sit dispar éxitus.

Quando a hóstia é dividida,
não vacile a tua fé,
pois sob cada fragmento
está tanto como o todo!

Fracto demum Sacraménto,
ne vacílles, sed meménto
tantum esse sub fragménto,
quantum toto tégitur.

Não se corta a coisa em si,
mas a aparência do pão,
sem que em nada se lhe altere
ou o estado, ou a estatura!

Nulla rei fit scissúra:
signi tantum fit fractúra,
qua nec status, nec statúra
signáti minúitur.

Eis aqui o pão dos anjos,
dado em viático aos homens;
verdadeiro pão dos filhos,
nunca jamais para os cães!

Ecce panis Angelorum,
factus cibus viatórum:
vere panis filiórum,
non mitténdus cánibus.

Foi já predito em figuras:
Na imolação de Isaac,
e do Cordeiro pascal;
e no maná do deserto…

In figúris praesignátur,
cum Isaac immolátur,
agnus Paschae deputátur,
datur manna pátribus.

Ó bom Pastor, pão autêntico!
Ó Jesus, que olhais por nós!
Alimentai-nos! Valei-nos!
Dai-nos ver o bem supremo,
na Terra dos que já vivem!

Bone Pastor, panis vere,
Jesu, nostri miserére:
Tu nos pasce, nos tuére,
Tu nos bona fac vidére
in terra vivéntium.

Tudo sabeis e podeis,
Vós que nos alimentais:
Fazei-nos vossos convivas,
herdeiros e companheiros,
na pátria dos vossos santos!
Amen. Aleluia.

Tu qui cuncta scis et vales,
qui nos pascis hic mortáles:
tuos ibi commensáles,
cohaerédes et sodáles
fac sanctórum cívium.
Amen. Allelúia.

S. Tomás de Aquino

Sem comentários:

Publicar um comentário

«Tudo me é permitido, mas nem tudo é conveniente» (cf. 1Cor 6, 12).
Para esclarecimentos e comentários, queira contactar: info@diesirae.pt