quinta-feira, 6 de junho de 2019

A apóstola do Sagrado Coração de Jesus


Uma vez disse-me Jesus que eu devia ser apóstola do Seu Divino Coração mostrando, pela minha alegria no sofrimento, a felicidade experimentada por uma alma que Lhe está intimamente unida, e inspirando assim aos outros desejos de amar e louvar mais e mais o Seu Divino Coração, aproveitando as ocasiões que se proporcionam para conduzir até Ele os corações. Ao momento da comunhão, falou-me nos sofrimentos que Ele sentiu por se sentir abandonado por todos, pediu-me para Lhe fazer companhia, e depois disse que o que O afligia mais era que, não somente a maior parte dos cristãos, mas também muitos sacerdotes, O deixavam só no sofrimento. Que Ele desejava de mim reparação por isso. Perguntei a Nosso Senhor se eu devia sofrer muito por esta intenção, pelos Padres, e Ele disse-me: «todos os dias da tua vida, até à morte».          

Beata Maria do Divino Coração, in Autobiografia

Sem comentários:

Publicar um comentário

«Tudo me é permitido, mas nem tudo é conveniente» (cf. 1Cor 6, 12).
Para esclarecimentos e comentários, queira contactar: info@diesirae.pt