Sim, é possível e necessário criticar o Papa!



A fé é baseada em preceitos objectivos das Escrituras e em dogmas que, em tempos sombrios, podem desaparecer assustadoramente da consciência de grande parte da Cristandade, sem prejuízo, porém, da sua validade e obrigatoriedade. Nesses casos, o Papa deve ir contra a vontade popular. Pelo contrário, criticar o Papa deve ser possível e até necessário, na medida em que os seus ensinamentos carecerem de fundamento nas Escrituras e no Credo. 

Cardeal Joseph Ratzinger, in O Novo Povo de Deus      

Enviar um comentário

0 Comentários