Civilização católica



Na massa comum da civilização europeia, que, como todas as outras civilizações, e mais do que as outras civilizações, é unidade e variedade ao mesmo tempo, todos os outros elementos combinados e unidos constituem-na em várias, enquanto que a Igreja a torna uma só, e, ao torná-la uma, deu-lhe o seu carácter essencial – deu-lhe aquilo de onde é retirado o que é mais essencial numa instituição: o seu nome. A civilização europeia não se chamava alemã, romana, absoluta ou feudal; sempre foi, e é, chamada civilização católica.   

D. Athanasius Schneider, bispo auxiliar de Astana

Enviar um comentário

0 Comentários