quarta-feira, 12 de dezembro de 2018

O índio que viu a Virgem de Guadalupe


Juan Diego foi o índio a quem, milagrosamente, apareceu a Virgem Maria sob a invocação de Guadalupe. Viveu entre 1474 e 1538, quando o México era parte do Império Espanhol. Foi canonizado, por João Paulo II, em 2002, e o seu dia é o 9 de Dezembro. 

Este jovem índio era um cristão baptizado pelos missionários espanhóis e muito ligado à comunidade franciscana da sua localidade, Tlatelolco. Os frades franciscanos admiravam a piedade, o fervor e a vontade deste indígena que, todos os dias, caminhava muito para assistir à Santa Missa. A 9 de Dezembro de 1531, quando caminhava pelo campo, a Virgem Maria apareceu-lhe e pediu-lhe que dissesse ao Bispo que, nesse lugar, havia de edificar um Santuário.      

Como o bispo, em princípio, não iria acreditar no piedoso Juan Diego, depois de se lamentar disso perante a Santíssima Virgem, a Senhora pediu-lhe que recolhesse umas rosas que, milagrosamente, durante esse inverno frio, estavam numa colina, e que as colocasse no seu ayate, um manto índio. Ao mostrar as rosas ao Bispo, e na presença de outras pessoas, a preciosa imagem de Maria apareceu impressa no ayate e, diante desse milagre, o Bispo acreditou, bem como todas as testemunhas do feito. São Juan Diego, piedoso e doce devoto de Maria Santíssima, intercedei por nós!          

Pe. Santiago Gonzalez

Sem comentários:

Publicar um comentário

«Tudo me é permitido, mas nem tudo é conveniente» (cf. 1Cor 6, 12).
Para esclarecimentos e comentários, queira contactar: info@diesirae.pt