segunda-feira, 10 de dezembro de 2018

A Santa Casa de Loreto



Entre todos os Santuários consagrados à Mãe de Deus, a Imaculada Virgem Maria, há um que ocupa o primeiro lugar e brilha com incomparável fulgor: a venerável e augustíssima Casa de Loreto. Consagrada pelos mistérios divinos, ilustrada por inumeráveis milagres, honrada pela procura e afluência dos povos, a glória do seu nome alcança toda a Igreja Universal, e é, muito justamente, objecto de culto para todas as nações e para todas as raças humanas. Em Loreto venera-se aquela Casa de Nazaré, tão querida ao Coração de Deus e que, construída na Galileia, foi mais tarde separada das suas fundações e, por intervenção divina, transladada além-mar, primeiro para a Dalmácia e, mais tarde, para Itália. Exactamente naquela Casa, a Santíssima Virgem, que, por eterna e divina disposição, ficou perfeitamente isenta de pecado original, foi concebida, nasceu e foi criada e o mensageiro celestial saudou-a chamando-lhe “cheia de graça” e “bendita entre todas as mulheres”. Precisamente naquela Casa, Nossa Senhora, repleta de Deus e debaixo da acção fecunda do Espírito Santo, sem perder nada da sua inviolável virgindade, tornou-se Mãe do Filho Unigénito de Deus.

Pio IX, in Carta Apostólica Inter Omnia

Sem comentários:

Publicar um comentário

«Tudo me é permitido, mas nem tudo é conveniente» (cf. 1Cor 6, 12).
Para esclarecimentos e comentários, queira contactar: info@diesirae.pt