sábado, 11 de abril de 2020

IX Peregrinação Summorum Pontificum



É prevista, de 23 a 25 de Outubro próximos, a realização da já tradicional Peregrinação Summorum Pontificum, promovida, em Roma, pelo homónimo Coetus Internationalis, sendo esta a sua nona edição.  

À semelhança dos anos anteriores, são esperados muitos fiéis de todos os continentes do mundo, testemunhando, assim, a perene juventude e a fervorosa vitalidade tanto do Vetus Ordo Missae como de toda a Tradição católica. O Populus Summorum Pontificum pretende, de facto, preservar, com integral fidelidade, não apenas o património litúrgico da Igreja, tal como recebido ao longo dos séculos e como ainda hoje é celebrado em todos os cantos da Terra, mas, juntamente com isso, também o tesouro doutrinal incorrupto da total e autêntica fé católica, um tesouro a que a liturgia tradicional está indissoluvelmente entrelaçada.    

Os participantes da Peregrinação, confiada à protecção de São Filipe Néri, são a expressão clara de uma realidade espiritual viva e vital, proveitosamente fecunda em termos de conversões, de promoção da família, de vocações sacerdotais: numa entrevista à Radici Cristiane, o padre Claude Barthe, teólogo, especialista em Liturgia Romana e assistente eclesiástico da Peregrinação Summorum Pontificum, evidenciou como este evento representa «um testemunho da perpétua juventude da liturgia tradicional», de profunda «riqueza espiritual, excepcional pedagogia de fé» e significativo «fermento missionário».            

O momento culminante desta edição da Peregrinação será sábado, 24 de Outubro, às 11h30, com a Santa Missa celebrada, na Basílica de São Pedro, no Vaticano, por Sua Eminência o Cardeal Prefeito Robert Sarah.                

Quanto às datas programadas, o Coetus Internationalis Summorum Pontificum confia «na misericórdia de Deus Omnipotente e na intercessão dos Santos», tanto para que «possa terminar a pandemia que aflige os povos do mundo» como para que «seja possível renovar o piedoso rito».                        

Através de Corrispondenza Romana.

Sem comentários:

Publicar um comentário

«Tudo me é permitido, mas nem tudo é conveniente» (cf. 1Cor 6, 12).
Para esclarecimentos e comentários, queira contactar: info@diesirae.pt