sábado, 2 de março de 2019

A propósito da Sagrada Comunhão na mão



1. Na Igreja antiga, nos primeiros séculos, a Sagrada Comunhão era recebida na mão mas de uma maneira diferente. Não era permitido tocar na Sagrada Comunhão com os dedos. A Sagrada Comunhão estava apenas na palma da mão direita e, depois, o fiel devia fazer uma inclinação profunda e tomar directamente com a boca a Sagrada Comunhão e, em seguida, purificar a palma da mão com a língua para evitar a perda de partículas eucarísticas; era esse o uso nos primeiros séculos.                                

2. Esta maneira moderna, que nunca existiu na história da Igreja, como já disse, de colocá-la na mão esquerda e de tomá-la com os próprios dedos, levando-a à boca, é uma espécie de auto-comunhão que nunca existiu, este uso foi inventado e praticado pelas comunidades calvinistas, pelo que esta moda que foi introduzida, declarando-se que esta é a maneira da Igreja antiga, o que não é correcto, é definitivamente um erro.  

Mons. Athanasius Schneider      

Sem comentários:

Publicar um comentário

«Tudo me é permitido, mas nem tudo é conveniente» (cf. 1Cor 6, 12).
Para esclarecimentos e comentários, queira contactar: info@diesirae.pt