domingo, 3 de fevereiro de 2019

Dia de S. Brás, dia de bênção da garganta



VIDA E MARTÍRIO DO SANTO MÉDICO      
Brás nasceu na Arménia, era médico, sacerdote e muito benevolente com os pobres e cristãos perseguidos. Foi nomeado bispo de Sebaste no século III. Perseguido pelos romanos, Brás abandonou o bispado e protegeu-se na caverna de uma montanha isolada e, mesmo assim, depois de descoberto e capturado, morreu em testemunho da sua fé sob as ordens do imperador Licínio, em 316.        

São Brás foi um pastor muito querido pelos fiéis da sua grei. Durante o seu cativeiro, na escuridão do calabouço, obteve como presente, de algum dos seus amigos, um par de velas, com as quais recebia luz e calor. Por isso, na representação iconográfica, o santo aparece com duas velas.    

A tradição da “Bênção de São Brás”, ou “Bênção das gargantas”, que se faz cruzando duas velas sobre as gargantas, atribui-se a um milagre que o santo fez em vida, quando curou uma criança que estava a morrer engasgada com um osso na garganta.        

Muitas tradições envolvem os seus prodígios, graças e o seu martírio. O bispo Brás teria sido terrivelmente flagelado e torturado, sendo por fim pendurado num andaime para morrer. Como isso não acontecia, primeiro descarnaram-lhe os ossos com pentes de ferro. Depois, tentaram afogá-lo duas vezes e, frustrados, degolaram-no para ter a certeza da sua morte.  

ORAÇÃO A SÃO BRÁS         
Protector das doenças da garganta  

Ó glorioso São Brás, que restituístes com uma breve oração a perfeita saúde a um menino que, por uma espinha de peixe atravessada na garganta, estava prestes a expirar, obtende para todos nós a graça de experimentarmos a eficácia do vosso patrocínio em todos os males da garganta. Conservai a nossa garganta sã e perfeita para que possamos falar correctamente e, assim, proclamar e cantar os louvores de Deus. São Brás, rogai por nós. Amen.        

BÊNÇÃO DA GARGANTA               
Por intercessão de São Brás, Bispo e Mártir, livre-te Deus do mal da garganta e de qualquer outra doença. Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amen. 

Sem comentários:

Publicar um comentário

«Tudo me é permitido, mas nem tudo é conveniente» (cf. 1Cor 6, 12).
Para esclarecimentos e comentários, queira contactar: info@diesirae.pt