terça-feira, 8 de janeiro de 2019

Só mesmo o sofrimento



Uma senhora da alta classe social foi, uma vez, queixar-se a um director espiritual, sacerdote experimentado:     

─ Padre, sou frívola, o mundo encanta-me e a vida moderna entusiasma-me. Já fiz o possível para corrigir-me – confissões, novenas e retiros – e não consigo. Será que posso salvar-me? O que é que pode me pode valer?                   

O velho sacerdote respondeu-lhe:       

─ O que é que pode salvá-la? Somente uma coisa, minha senhora.     
─ E o que seria?                
─ Somente uma grande desgraça!  

Sem comentários:

Publicar um comentário

«Tudo me é permitido, mas nem tudo é conveniente» (cf. 1Cor 6, 12).
Para esclarecimentos e comentários, queira contactar: info@diesirae.pt